Delegacia da Mulher e Proteção à Criança está sem psicólogo em Cruzeiro do Sul

A Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher e de Proteção à Criança e ao Adolescente – DEMPCA, em Cruzeiro do Sul, está sem psicólogo já há cerca de um mês. A profissional que atuava na Delegacia Especializada, foi exonerada e não há previsão para contratação de uma nova psicóloga.

As mulheres vítimas de violência doméstica ou de gênero, e as crianças vítimas de infração penal, têm que ser encaminhadas para órgãos da prefeitura de Cruzeiro do e da Secretaria da Mulher, para serem ouvidos por profissionais da psicologia.

De acordo com o delegado titular da DEMPCA, Renan Santana, a situação não causa prejuízo significativo para o público alvo e a sociedade em geral. “Havendo necessidade, encaminhamos as vítimas para o CREAS em caso de violação de direitos e em caso de fortalecimento de vínculos para o CRAS, que são do município. Há também o Centro Especializado de Atendimento à Mulher – CEAM, que é uma estrutura do governo do Estado. Nós já informamos o caso para a direção geral mas ainda não há previsão de uma nova contratação”, citou o delegado.

Com informações de Sandra Assunção, do Ac24horas.

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas