Médica acreana desaparece após cheias no Rio Grande do Sul e filha é resgatada

A médica acreana Sabrina Antônia Paiva da Silva e sua filha de cinco anos estão desaparecidas após a tragédia hidrológica do Rio Grande do Sul. A tragédia se abateu sobre a vida delas quando a casa em que viviam foi inundada pelas águas, durante os recentes eventos climáticos que assolaram a região.

Sabrina, que havia se mudado para o Rio Grande do Sul em busca de oportunidades há seis meses, entrou em contato com seus familiares na última segunda-feira, relatando a gravidade da situação e afirmando que estava tentando fugir com sua filha. Desde então, nenhum sinal delas foi recebido.

A preocupação aumentou quando relatos vindos de Balneário Camboriú, Santa Catarina, indicaram que mãe e filha foram avistadas em condições precárias. Testemunhas descreveram Sabrina como desorientada e em um estado de confusão alarmante. Uma foto capturada por terceiros mostra a médica molhada e aparentemente assustada, levantando suspeitas de um possível surto psicótico.

O desaparecimento tomou um rumo ainda mais preocupante quando o Conselho Tutelar resgatou a criança, mas Sabrina conseguiu escapar antes de ser encontrada. Em uma audiência remota subsequente, a guarda da criança foi temporariamente transferida para um parente próximo, que agora busca recursos para custear a viagem de resgate da criança e as buscas por Sabrina.

Doações para ajudar nos custos de resgate da criança podem ser feitas através do PIX (68) 9999-8452, em nome de Maria do Perpétuo do Socorro Paiva de Oliveira

Por Aikon Vitor, da Folha do Acre

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas