Preço da picanha e filé cai no Acre, mas fraldinha e coxão duro sobem

A nova rodada da pesquisa PET Economia, da Universidade Federal do Acre (Ufac), comparou os preços da carne bovina em 50 estabelecimentos (açougues e supermercados) de Rio Branco, Acre. Foram verificados os valores de diversos tipos de carne, como picanha, filé, coxão mole, e outros.

“Os resultados obtidos revelaram que, em média, os preços das carnes nos supermercados eram mais elevados em comparação com os açougues”, diz o PET Economia, um programa do Departamento de Economia da Ufac.

A picanha, por exemplo, teve um preço médio de R$53,18 nos açougues, enquanto nos supermercados o valor foi de R$78,72. Já o filé mignon apresentou uma diferença de R$22,19 entre os dois locais, com preço médio de R$49,65 nos açougues e R$71,84 nos supermercados.

A picanha, um dos cortes mais nobres e populares, teve uma redução de -0,67% entre os estabelecimentos pesquisados, durante os meses de abril e maio. Já o filé apresentou uma redução de -0,43%, no mesmo período. No total, 10 cortes registraram queda no preço mas dois, coxão duro e fraldinha subiram 1,37% e 0,88%, respectivamente, no período analisado.

O PET Economia iinforma que pretende continuar realizando pesquisas desse tipo para auxiliar os consumidores na tomada de decisão e incentivar a concorrência saudável entre os estabelecimentos comerciais da região. “A busca por melhores preços e qualidade dos produtos é fundamental para a saúde financeira das famílias e para o desenvolvimento econômico local”, diz o programa.

Com informações de Edmilson Ferreira, do Ac24horas.

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas