Cenário eleitoral em Rio Branco: PSD e PCdoB competem pela vaga de vice na chapa de Marcus Alexandre

A escolha do vice para compor a chapa do pré-candidato à prefeitura de Rio Branco, Marcus Alexandre (MDB), tem se tornado o centro de uma acirrada disputa entre o presidente do PCdoB no Acre, Eduardo Farias, e o senador Sérgio Petecão do PSD. A reunião dos 10 partidos da aliança, realizada nesta sexta-feira (10) para apresentar o plano de governo, evidenciou a rivalidade pela indicação.

Eduardo Farias, que também lidera a federação composta por PCdoB, PV e PT (FEBrasil), destacou o interesse legítimo dos partidos da coligação na escolha do vice. “A federação tem essa expectativa, é natural que os partidos que compõem a aliança queiram participar desse processo. Entendemos que a decisão final cabe a Marcus Alexandre. Buscamos um vice colaborativo, que não represente um obstáculo, e acreditamos que temos nomes qualificados para essa posição”, afirmou Farias.

Por sua vez, o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) sugeriu que a discussão sobre o vice seja adiada para a segunda quinzena de junho, mas expressou o interesse do partido em participar ativamente das negociações. “Temos tempo suficiente e boas opções para considerar. Quando chegar o momento oportuno, apresentaremos nossas sugestões”, ressaltou Magalhães.

Enquanto isso, o senador Sérgio Petecão (PSD) enfatizou a importância de que o vice de Marcus Alexandre compartilhe de valores e visões semelhantes. “Gostaria de indicar diversos membros da minha família, porém, a escolha do vice é uma decisão conjunta. O PSD está interessado nessa discussão, mas a decisão final cabe ao prefeito, pois é uma parceria que requer afinidade e alinhamento político. A participação da Marfisa no PSD é independente, e a escolha não é apenas minha, mas do grupo”, declarou o senador.

Angélica Florêncio, Na Hora da Notícia

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas