Cesário do PT não desistiu e ainda sonha com Alysson vice de Marcus Alexandre

O recuo do PP da aliança com o PL reavivou as esperanças do superintendente do Ministério do Desenvolvimento Agrário no Acre, o petista Cesário Braga, por uma aliança entre o partido do governador Gladson Cameli e o MDB de Marcus Alexandre.

Ao Blog da Hora, Cesário voltou a defender a chapa Marcus/Alysson argumentando a possibilidade de parcerias entre os governos federal, estadual e prefeitura, caso o emedebista tenha êxito nas urnas em 2024.

“Na política, até as convenções, tudo pode acontecer. Até lá, as posições são apenas indicativos das direções. Eu acredito e defendo firmemente a construção de uma aliança onde todos remem na mesma direção – governo federal, governo estadual e prefeitura – pois isso beneficiaria a população de Rio Branco, por isso sempre coloquei que a chapa Marcus e Alysson é o melhor caminho. No entanto, se essa união não acontecer, só posso desejar que Deus abençoe a jornada do Alysson e do governador Gladson e que ele ilumine o caminho do meu pré-candidato Marcus Alexandre até a vitória”, declarou.

No sábado (11) havia a expectativa do anúncio oficial pelo PP da aliança com o PL e o União Brasil, o que culminaria na chapa Bocalom/Alysson, porém o Progressistas apenas emitiu uma nota em tom ameno informando que vai manter o diálogo com os dois partidos.

“A Executiva Municipal do Progressistas apreciou a carta convite das comissões que compõem as Executivas municipais dos partidos União Brasil e Liberal para integração da frente ampla que disputará as eleições 2024, tendo como candidato à reeleição o prefeito Tião Bocalom. A deliberação da reunião resultou na manutenção do diálogo com os partidos União Brasil, Liberal e Progressistas, ato que será tornado público em data posterior a ser anunciada, com a participação de lideranças de todos as siglas partidárias envolvidas.”

Luciano Tavares – Blog da Hora

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas