Criança autista espera quase 3 horas por ultrassonografia no pronto-socorro

A família de Ana Gabriele da Silva, 11 anos, denunciou ao ac24horas na tarde desta quarta-feira, 15, a demora para a realização de exame de ultrassonografia no Pronto-Socorro de Rio Branco.

A criança, que tem Transtorno do Espectro Autista (TEA) e TDAH, foi levada à unidade de saúde sentindo dores abdominais, febre e vômito.

Após ser atendida, o médico pediu que fosse realizado um exame de ultrassonografia. Após quase três horas, conforme o professor Arlison Moura, irmão da paciente, a criança ainda não havia sido atendida e a única justificativa dada era de que o médico responsável estava participando de uma reunião.

“Segundo o que foi informado é que o médico responsável por esse departamento está em uma reunião e não tem ninguém habilitado para substituir ele e estamos aqui aguardando. Minha irmã está sem se alimentar, já que foi orientado que ela não se alimentasse”, disse Arlison.

A reportagem do ac24horas procurou o diretor-geral do Pronto-Socorro, Lourenço Vasconcelos, que confirmou uma reunião entre os médicos, mas disse que havia um outro profissional de sobreaviso.

Além de garantir o pronto atendimento à criança, Lourenço prometeu apurar a demora para a realização do exame.

Instantes após o caso chegar ao conhecimento do diretor, a ultrassom foi realizada na criança, que, inclusive, recebeu alta médica, conforme o gestor.

Com informações do Ac24horas.

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas