Deputado denuncia irregularidades na cobrança de ponto eletrônico em unidade de saúde de Rio Branco

Durante a sessão ordinária desta quarta-feira, 14, na Assembleia Legislativa do Acre, o deputado estadual Adailton Cruz abordou a questão da assinatura de pontos nas unidades de saúde.

Segundo o parlamentar, a atenção básica de saúde está apresentando algumas situações que prejudicam os trabalhadores. Ele esteve na Unidade de Atendimento Cláudio Vitorino para tratar da questão do ponto eletrônico, que ainda está sendo implantado pelo município de Rio Branco. Porém, a denúncia indica que somente nesta unidade a cobrança do ponto eletrônico está sendo realizada. Para agravar a situação, essa cobrança não é feita de forma uniforme.

“Para nossa surpresa, a única unidade do município que está cobrando o ponto eletrônico é a Cláudia Vitorino, e de forma não isonômica. Está cobrando de um profissional ‘X’, do ‘Y’ não, do ‘Z’ não, e ainda vetou todos os setores, inclusive os setores de informática que têm computadores, de assinarem o ponto. Só pode ser na sala da direção e no horário em que a diretora estiver lá”, denunciou Adailton.

O deputado informou ainda que teve uma reunião com o Ministério Público e disse que a Promotoria ainda vai convocar o secretário, o RH e os sindicatos para definir a data em que o ponto eletrônico será cobrado de forma isonômica.

“Enquanto isso, nenhuma unidade deve estar fazendo esse serviço, mas, para nossa surpresa, a unidade Cláudia Vitorino, através da diretora que lá está, e que inclusive fez um péssimo trabalho no Estado quando estava na UPA da Sobral, está lá realizando mais desarranjos com nossos trabalhadores. Eu espero que o prefeito e sua equipe tomem providências, porque nós vamos encaminhar o relatório para o Ministério Público, para que isso não ocorra”, finalizou Adailton.

Com informações de Rose Lima, do Na Hora da Notícia.

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas