Na tribuna da Aleac, Jarude denuncia que professores provisórios estão atuando em escolas do Acre, sem aprovação em concurso

Com mais de 70% do quadro de professores do Estado sendo preenchidos por provisórios, o deputado estadual Emerson Jarude (Novo) apresentou uma denúncia na tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (14). Ele mencionou que professores estão trabalhando na Secretaria de Estado de Educação, nas escolas estaduais, sem aprovação em processo seletivo.

“Professores que estariam trabalhando na Secretaria de Estado de Educação sem qualquer tipo de processo seletivo. Ou seja, de maneira ilegal. A nossa equipe fez uma investigação interna e verificou que de fato não havia processo seletivo para alguns desses professores que foram denunciados, mas eles estavam lá no portal da transparência recebendo. O secretário de Educação precisa entender que o governo não é a casa da mãe Joana”, disse o parlamentar ao pedir providências.

Emerson Jarude apresentou um requerimento com pedido de informações ao secretário de Estado de Educação, Aberson Carvalho. Ele quer saber quais certames os professores denunciados participaram e em quais foram aprovados.

“Que nós possamos aprovar e o secretário tenha a obrigação de mandar para cá a lista de professores temporários e quais foram os processos seletivos que eles foram aprovados para a gente saber como está a situação desses professores. A gente sabe que não é permitido esse tipo de contratação. Temos a responsabilidade de fiscalizar”, frisou.

Com informações da redação do Notícias da Hora.

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas