Rio Acre registra menor marca dos últimos 10 anos para maio em Rio Branco, diz Defesa Civil

O nível do Rio Acre tem diminuído a cada dia, causando preocupação com relação a seca que pode atingir o Acre nos próximos meses. Além disso, a falta de chuva também tem chamado atenção, pois em 14 dias, choveu apenas 51 milímetros em Rio Branco.

Nesta quarta-feira (15), o manancial atingiu 3,15 metros e na última terça-feira, o Rio Acre marcava 3,35 metros, registrando uma diminuição de 20 centímetros em 24 horas, sendo a menor marca registrada no mês nos últimos 10 anos.

Segundo a Defesa Civil Municipal, a segunda menor marca registrada foi em 2022, quando o Rio Acre marcou 1,25 metros no mês de setembro. O diretor da pasta, tenente-coronel Cláudio Falcão, em entrevista, explicou que “esse ano nós estamos pior que 2022, que é nosso recorde negativo de cota baixa. Então já estamos preparados para uma possível seca muito mais severa do que aconteceu em 2022 e 2023”.

A Defesa Civil de Rio Branco emitiu um alerta na última segunda-feira (13) em razão da seca severa do Rio Acre na capital. Assinada por Falcão, a nota lembra que a média para esse período é de 5,63 metros.

Com a possibilidade de seca severa, a Defesa Civil informou que o plano de contingência de escassez hídrica está pronto para ser colocado em prática.

“De 2015 para cá, o rio nunca esteve tão baixo para essa época. O ano que apresentou menor marca que essa foi 2022 (3,47m) e naquele ano ficamos com 1,25m em setembro. Este ano estamos muito mais baixo ainda”, alertou.

Pior seca dos últimos anos

Meses atrás, em entrevista, a Defesa Civil já havia alertado para a possibilidade da capital enfrentar uma das maiores secas dos últimos anos. Na época, o coronel informou que a seca de 2024 deverá superar a registrada no ano passado.

Com informações de Maria Fernanda Arival, da ContilNet.

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas