STJ analisa acusação de esquema de desvios envolvendo governador do Acre

Na iminência de uma decisão crucial, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) se prepara para deliberar sobre a possível transformação do governador Gladson Cameli em réu, em meio a alegações de seu envolvimento em um esquema de desvios milionários no Acre. A Procuradoria-Geral da República (PGR) sustenta que Cameli é acusado de crimes que abrangem organização criminosa, corrupção, peculato e fraude em licitações.

A PGR pleiteia a suspensão do governador perante o STJ, ao mesmo tempo em que apresenta acusações contra seus familiares, empresários e funcionários públicos por suposto recebimento de propina e desvios em projetos de infraestrutura.

Fontes próximas ao STJ indicam que os ministros da Corte Especial tendem a acatar a denúncia contra Cameli. Contudo, mesmo diante dessa situação, a expectativa é de que ele permaneça no cargo. Os ministros ponderam que o afastamento representaria uma medida extrema, caracterizando uma condenação prematura do governador, e ressaltam que os fundamentos que embasariam essa medida carecem de sustentação em argumentos contemporâneos.

Angélica Florêncio, Na Hora da Notícia

WhatsApp
Facebook
Twitter

Noticias Relacionadas